(94)99267-5749
Advogado de Adélio Bispo deixa o caso:

Advogado de Adélio Bispo deixa o caso:

O advogado de Adélio Bispo de Oliveira, Zanone Manuel de Oliveira Júnior, disse ao UOL, nesta sexta-feira (1), que deixará o caso. A defesa do homem que esfaqueou o presidente Jair Bolsonaro (PSL), durante a campanha eleitoral de 2018, afirmou que a decisão foi tomada em comum acordo com o ajudante de pedreiro. Zanone alegou que estava "difícil e oneroso" prosseguir com o caso. Ele citou como empecilho o deslocamento de sua equipe até a Penitenciária Federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, onde Adélio está preso. Segundo o advogado, seu escritório tem base em Juiz de Fora, Minas Gerais, onde ocorreu o crime. "Fica muito difícil e oneroso para a defesa esse deslocamento, ter que olhar isso diuturnamente, com muito cuidado.

O caso de Adélio também ficou mais tranquilo a partir de agora porque é uma medida de segurança", disse. Adélio foi atestado com transtorno mental e, por isso, considerado pela Justiça como réu inimputável (isento de pena). Ele teve absolvição imprópria e internação por medida de segurança, sem prazo determinado.

"O processo do Adélio já transitou em julgado, é um processo morto, já acabou. Ele foi absolvido de maneira imprópria. Agora é só a execução. Nós entendemos que a Defensoria Pública da União, e eu já tinha discutido isso com o Adélio, poderá tomar conta disso. Só por isso. Não é nada demais", justificou. No mês passado, Adélio pediu destituição de seus advogados e para que fosse representado pela DPU. Em setembro, ele se queixou à família, por uma carta, da falta de contato com Zanone. Mesmo assim, o advogado contou que segue como curador de Adélio.

Compartilhe na Rede


Biografia / Histórico
Fechar

É fácil Participar da Promoção!

Digite abaixo o Nome da Promoção, Nome(completo) e Telefone com DDD.

Participe da Promoção